Pular para o conteúdo principal

EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA TELEPATIA(OU DE DEUS) : CONSCIÊNCIA NÃO LOCAL

Deus está vivo?


Evidências científicas da Telepatia (ou de Deus):Consciência não local?


Algumas pesquisas interessantes, talvez, demonstrem que a consciência seja, de fato, não local. Isso significaria que cérebros podem se comunicar independentemente de condições físicas e temporais; popularmente chamamos isso de telepatia. Jacobo Grinberg, neuofisiologista da Universidade do México, testou cientificamente esta alegação. Os resultados surpreenderam, demonstrando que a telepatia pode ser real (1987, 1994). Seu experimento foi repetido por alguns pesquisadores independentes, que obtiveram os mesmos resultados (Wackermann, 2002; Standish, 2005).
Deus está vivo?
Deus está vivo?
Para Amit Goswami, físico quântico, este experimento demonstra que Deus pode ser verificado empiricamente. O conceito de Deus, para Goswami, envolve não-localidade, e, obviamente, não tem qualquer relação com o Deus Cristão. Ele propôs ideias que fogem do tradicionalismo acadêmico. A causalidade descendente, por exemplo, seria o processo envolvido em fenômenos como neuroplasticidade autodirigida e placebo, uma vez que  processos cerebrais são alterados pela intenção do indivíduo. Porém, consciência aqui, não é a mesma coisa que “ego” ou nossas percepções limitadas e cotidianas, pois neste âmbito, de acordo com Goswami, as nossas escolhas serão sempre determinadas pelo nosso passado e pela nossa história de vida. A consciência, na verdade, seria o produtor do cérebro; ideia que é totalmente oposta àquilo que a neurociência tradicional considera hoje em dia. É diferente também da posição dualista (a qual já defendi neste blog) e monista (2007).
Abaixo, você confere um trecho do documentário O Ativista Quântico, de Amit Goswami. O trecho fala a respeito das evidências científicas da telepatia. Se tais resultados forem mesmo levados em conta, então, não devemos hesitar em questionar o paradigma materialista.
Referências
Goswami, Amit. O universo autoconsciente, São Paulo, SP, Editora Aleph, 2007. [Link]
Grinberg-Zylberbaum J, Ramos J. Patterns of interhemispheric correlation during human communication. Int J Neurosci 1987; 36:41–53. [Link]
J. Grinberg‐Zylberbaum, M. Delaflor, L. Attie, and A. Goswami (1994) The Einstein‐Podolsky‐Rosen Paradox in the Brain: The Transferred Potential. Physics Essays: December 1994, Vol. 7, No. 4, pp. 422-428. [Link]
Standish, Leanna et al. Replicable Functional Magnetic Resonance Imaging Evidence of Correlated Brain Signals Between Physically and Sensory Isolated Subjects. The Journal of Alternative and Complementary Medicine, Volume 11, Number 6, 2005, pp. 955–963. [Link]
Wackermann, Jirí. et al. Correlations between brain electrical activities of two spatially separated human subjects. Neuroscience Letters 336 (2003) 60–64. [Link]
Veja também:
Fonte:http://pensaralem.wordpress.com/2013/04/14/consciencia-nao-local-evidencias-cientificas-da-telepatia-ou-de-deus/

Postagens mais visitadas deste blog

MEDICINA VIBRACIONAL OU MEDICINA QUÂNTICA

Medicina Vibracional ou Medicina Quântica"No mundo da medicina vibracional, a doença é causada não apenas por germes, substâncias químicas e traumas físicos, mas também por disfunções crônicas dos padrões de energia emocional e pelos maus hábitos de relacionamento da pessoa consigo mesma e com os outros. O caminho vibracional não usa bisturis e medicamentos de laboratório para tratar as doenças, mas sim diferentes formas de energia para produzir transformações curativas na mente, no corpo e no espírito do doente” (Richard Gerber - Medicina Vibracional: Uma medicina para o Futuro).

Medicina vibracional é um conceito e sugere que devemos estudar os fenômenos biológicos sob a ótica da física quântica. Atua no nível “vibracional” e assim trata os desequilíbrios antes que eles se tornem doenças instaladas além de ajudar a controlar problemas crônicos e de difícil solução. 

Leva em conta o fato de que somos feitos não apenas do corpo físico, mas de corpos energéticos sobrepostos a este. …

NÚMEROS QUE CURAM - OS CÓDIGOS DE GRABOVOI

NÚMEROS QUE CURAM - Códigos de Grabovoi
AS SEQUÊNCIAS NUMÉRICAS DE CURA Lei da Atração
Em “Números que curam” Grigori Grabovoi reúne mais de mil doenças, e a cada uma é atribuído um número de 7, 8 ou 9 dígitos. Ao se concentrar em uma dessas sequências numéricas, a cura começa. Como algo tão simples pode ser tão eficaz?
A doença é um desvio por parte do organismo e cura supõe o retorno ao natural. Os números geram vibrações que podem ajudar o corpo a tomar o caminho de volta à normalidade.
A base do sistema é formada pelas sequências de números de sete dígitos. Para problemas mais específicos podem ser usados oito e nove dígitos.
A concentração no número ou números apropriados deve ser realizada pelo próprio paciente. Quando não tem um diagnóstico específico deve se concentrar na sequência numérica do capítulo que inclui doenças do mesmo tipo.
A concentração pode ser feita em qualquer momento e só pode ser realizada pelo paciente. Este, pode ver, imaginar ou escrever o número em questão, ou u…

REVELAÇÃO : A IMPORTÂNCIA DA FÍSICA QUÂNTICA

Como havia te prometido no e-mail anterior, hoje vou te passar uma rápida explicação sobre a importância da Física Quântica em nosso cotidiano. 
Físicos como o indiano Amit Goswami se valem dos conceitos da Física moderna para apresentar provas científicas da existência da imortalidade, da reencarnação e da vida após a morte.
Revelação: A Importância Da Física Quântica A mecânica quântica é a teoria que descreve o comportamento da matéria na escala do "muito pequeno", ou seja, é a física dos componentes da matéria: átomos, moléculas e núcleos, que por sua vez são compostos pelas partículas elementares. 

A Física Quântica é muito importante no dia-a-dia. Pois somente através da Física Quântica que foi possível inventar esta infinidade de aparelhos eletrônicos tais como: Celulares, aparelhos de tv, o controle remoto, os equipamentos hospitalares, computadores, vídeo -game, Laptop, etc...

É através da Física Quântica (ou Física Moderna) que nossos aparelhos eletrônicos funcionam, po…