Pular para o conteúdo principal

SCHRÖDINGER,UM QUÂNTICO ATRÁS DO SEGREDO DA VIDA

Schrödinger, um quântico atrás do segredo da vida

Heisenberg e Schrödinger, que são considerados os dois pais da mecânica quântica, possuem muitas coisas em comum. Assim como o alemão Werner Heisenberg, o austríaco Erwin Schrödinger (1887-1961) é mais conhecido por sua marca na cultura popular do que pela sua real contribuição à ciência – fato que resultou em seu prêmio Nobel de Física. Heisenberg é famoso por seu princípio, enquanto que Schrödinger é por seu gato. Ademais, ambos realizaram trabalhos importantes em diversos ramos da física e flertaram com as interpretações filosóficas da teoria quântica.
No entanto, Schrödinger é único em uma coisa – talvez, a contribuição mais desconhecida de seu legado: foi o físico que inspirou uma revolução na biologia, ao antecipar ideias tão importantes como a existência de um “código genético”, dez anos antes da grande descoberta de Watson e Crick sobre o DNA.
Em 1926, ele desenvolveu uma alternativa à fórmula original de Heisenberg (1926), que condensa-se na equação de ondas de Schrödinger. Assim, ele forneceu uma maneira conveniente de descrever o comportamento de sistemas quânticos, como átomos e moléculas; e, por esta razão, ele recebeu o Nobel em 1933, um ano depois de Heisenberg.
Então, eles começaram a trilhar caminhos diferentes. Erwin Schrödinger, que era contrário ao antissemitismo dos nazistas, acabou abandonando o seu cargo na Alemanha. A Universidade de Oxford o recebeu de braços abertos, mas, pouco tempo depois, acabou não dando muito certo por causa de sua vida pessoal pouco convencional: vivia na mesma casa com a sua esposa Annemarie e com a sua amante Hilde March, com quem teve uma filha. Com elas, ele iniciou uma turnê em universidades nos EUA, Escócia e Áustria; e foi nesse momento quando, em 1935, depois de uma intensa troca de cartas com Einstein, desenvolveu o seu famoso experimento mental: o gato de Schrödinger, com o qual pretendia ilustrar o problema em aplicar a teoria quântica à nossa realidade cotidiana, que apresenta uma situação em que o gato estaria, ao mesmo tempo, vivo e morto. Assim como o princípio da incerteza de Heisenberg, o gato de Schrödinger deu origem a uma multiplicidade de interpretações físicas e filosóficas que tinham pouco a ver com as intenções do autor.
No início da 2ª Guerra Mundial, a família Schrödinger e Hilde March, assentaram-se finalmente em Dublin, onde, em fevereiro de 1943, ele deu um ciclo de conferências que mudou o modo de estudar de estudar biologia. Schrödinger queria olhar para o fenômeno da vida a partir de um ponto de vista da física, centrando-se ainda no campo verde da genética. Naquela época, o DNA já era conhecido (desde 1869), mas não a sua estrutura nem o seu papel na herança genética. Os biólogos levaram décadas buscando o material genético e Schrödinger o viu claramente: tem que estar em uma molécula complexa, cuja a estrutura molecular seja responsável pelo armazenamento da informação genética em uma espécie de código, o que determinaria o desenvolvimento e funcionamento de cada ser vivo.
Segunda edição (1946) do livro “O que é vida?”.
Créditos: Dan Nguyen.
Schrödinger foi o primeiro a sugerir claramente a ideia de um código genético e marcou o caminho a seguir para encontrá-lo. Sua intuição forneceu uma boa pista: pensava que aquela molécula deveria ter uma estrutura regular, mas não repetitiva (justo como a do DNA). O livro “O que é vida” (1944), que recompila as conferências de Schrödinger, serviu de inspiração para James Watson e Francis Crick. Os descobridores da estrutura do DNA (1953) reconheceram logo que foi esse livro que acabou despertando os seus interesses pela genética. Essa estrutura de dupla hélice de Watson e Crick culminou em uma revolução nos anos 1960, quando a ciência chegou a decifrar o código genético graças aos avanços que foram realizados por cientistas como o espanhol Severo Ochoa, o estadunidense Marshall Nirenberg e o indiano Har Gobind Khorana.
O que é vida? Hoje, sabemos que a vida é química, que a vida é informação. O segredo da vida começou a ser desvendado a partir da intuição de Erwin Schrödinger e de seu impulso que forneceu uma maneira diferente de ver a biologia.
Nos últimos anos de sua carreira científica, ele centrou-se em desenvolver uma teoria de campo unificado, assim como o seu companheiro quântico Heisenberg. Ambos “encontraram-se” na busca por uma “teoria de tudo” para unificar a gravidade, o eletromagnetismo e as forças nucleares. Ambos acreditaram ter conseguido, cada um de seu jeito, e anunciaram muito cedo. Ambos falharam na tentativa de unificar, algo que ainda hoje permanece um grande desafio à frente da física.
O artigo original foi publicado no Open Mind.
Fonte:http://www.universoracionalista.org/schrodinger-um-quantico-atras-do-segredo-da-vida/

Postagens mais visitadas deste blog

MEDICINA VIBRACIONAL OU MEDICINA QUÂNTICA

Medicina Vibracional ou Medicina Quântica"No mundo da medicina vibracional, a doença é causada não apenas por germes, substâncias químicas e traumas físicos, mas também por disfunções crônicas dos padrões de energia emocional e pelos maus hábitos de relacionamento da pessoa consigo mesma e com os outros. O caminho vibracional não usa bisturis e medicamentos de laboratório para tratar as doenças, mas sim diferentes formas de energia para produzir transformações curativas na mente, no corpo e no espírito do doente” (Richard Gerber - Medicina Vibracional: Uma medicina para o Futuro).

Medicina vibracional é um conceito e sugere que devemos estudar os fenômenos biológicos sob a ótica da física quântica. Atua no nível “vibracional” e assim trata os desequilíbrios antes que eles se tornem doenças instaladas além de ajudar a controlar problemas crônicos e de difícil solução. 

Leva em conta o fato de que somos feitos não apenas do corpo físico, mas de corpos energéticos sobrepostos a este. …

NÚMEROS QUE CURAM - OS CÓDIGOS DE GRABOVOI

NÚMEROS QUE CURAM - Códigos de Grabovoi
AS SEQUÊNCIAS NUMÉRICAS DE CURA Lei da Atração
Em “Números que curam” Grigori Grabovoi reúne mais de mil doenças, e a cada uma é atribuído um número de 7, 8 ou 9 dígitos. Ao se concentrar em uma dessas sequências numéricas, a cura começa. Como algo tão simples pode ser tão eficaz?
A doença é um desvio por parte do organismo e cura supõe o retorno ao natural. Os números geram vibrações que podem ajudar o corpo a tomar o caminho de volta à normalidade.
A base do sistema é formada pelas sequências de números de sete dígitos. Para problemas mais específicos podem ser usados oito e nove dígitos.
A concentração no número ou números apropriados deve ser realizada pelo próprio paciente. Quando não tem um diagnóstico específico deve se concentrar na sequência numérica do capítulo que inclui doenças do mesmo tipo.
A concentração pode ser feita em qualquer momento e só pode ser realizada pelo paciente. Este, pode ver, imaginar ou escrever o número em questão, ou u…

10 ESTUDOS CIENTÍFICOS DEMONSTRAM QUE A CONSCIÊNCIA PODE ALTERAR O MUNDO FÍSICO

10 Estudos Científicos Demonstram que a Consciência Pode Alterar o Mundo FísicoNicola Tesla foi quem disse melhor, “o dia em que a ciência começar a estudar os fenômenos não-físicos, vai fazer mais progresso numa década do que em todos os séculos anteriores da sua existência. Para compreender a verdadeira natureza do universo, deve-se pensar em termos de energia, frequência e vibração.” Swami Vivekananda era o mentor de Tesla, um monge hindu indiano e o principal discípulo santo Ramakrishna do século 19. A ciência funciona melhor quando em harmonia com a natureza. Se colocarmos os dois juntos, podemos descobrir grandes tecnologias que só podem acontecer quando a consciência do planeta está pronta para abraçá-los, como a energia livre. A intenção de apresentar esta informação é para demonstrar que os pensamentos, intenções, oração e outras unidades de consciência podem influenciar diretamente o nosso mundo físico. A consciência pode ser um grande factor na criação de mudanças no planeta.